Além do playground: o que famílias com crianças buscam nos hotéis

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Planejar uma viagem pode ser uma tarefa prazerosa. Mas ela requer tempo para pesquisar o que visitar, o que comer e, principalmente, onde se hospedar. Quando o passeio inclui crianças, o planejamento é ainda mais desafiador, já que é preciso um roteiro que seja acessível e divertido para os pequenos. Assim, idealizar atividades diversas e considerar as necessidades de cada criança torna-se essencial no planejamento.

Os hotéis devem estar preparados para receber essas famílias. Isso porque os viajantes familiares – aqueles que têm filhos ou netos – preferem destinos com atividades e segurança para toda a família (95%), e a preços mais baixos (89%), aponta uma pesquisa da Phocuswright Europe, de 2019. Os entrevistados disseram, ainda, que lugares com atividades ao ar livre (85%) estão entre as prioridades.

Acolher bem os viajantes familiares é uma oportunidade para se destacar em relação à concorrência. Além de fidelizar a família que se hospedou no estabelecimento, a recomendação espontânea – o boca a boca – também se torna uma arma importante. É comum que os pais ou responsáveis compartilhem a experiência com colegas de trabalho, amigos, outros familiares e em grupos de pais das escolas que têm crianças da mesma idade das suas.

Alimentação

Normalmente, quem está viajando com crianças prefere fazer atividades externas durante o dia. Então, oferecer opções de alimentação no próprio hotel, sobretudo na hora do jantar, faz a diferença. Caso não tenha um restaurante próprio, tenha em mãos dicas de lugares próximos onde as crianças são bem-vindas – o mínimo é que tenha um cadeirão de refeição disponível.

Se o estabelecimento tem restaurante próximo ou oferece apenas o café da manhã, é importante incluir alimentos pensados nas crianças, como cereais, frutas e pães macios. No cardápio, a sugestão é oferecer o menu kids, cujas porções são menores e as comidas são mais leves, com menos frituras e temperos fortes, como pimenta. Na área do restaurante, não esqueça de ter talheres e cadeiras de alimentação infantil.

Pensando nos pais com crianças pequenas, é ideal disponibilizar uma mini copa ou cozinha que possa ser usada a qualquer hora – isso, é claro, se a acomodação não incluir esse tipo de espaço – para preparar uma mamadeira e outros alimentos para a criança. Uma geladeira e um micro-ondas são o mínimo necessário, mas também pode haver um fogão e alguns alimentos, como frutas e leite.

Comodidades

O hotel que deseja ser atrativo para viajantes familiares deve se lembrar das crianças de todas as idades. Portanto, além de oferecer a opção de cama extra, é necessário oferecer berços, toalhas extras, banheira para bebês, trocadores, principalmente nos banheiros das áreas comuns; frigobar e aquecedor de mamadeira ou micro-ondas, caso o estabelecimento não tenha mini copa ou cozinha disponível.

Outra recomendação é telar as janelas dos quartos e banheiros a fim de evitar acidentes. Para garantir a comodidade, é interessante oferecer carrinhos de bebê para passeios pela cidade e, claro, estar sempre disponível para emergências – oferecer lençóis limpos em caso de xixi na cama e termômetros, devidamente higienizados, para caso de febre, por exemplo.

Entretenimento

Conforme dito acima, os viajantes familiares priorizam destinos com atividades ao ar livre. Para garantir a segurança de todos e a comodidade para os pais, a sugestão é oferecer atividades recreativas com profissionais qualificados. Vale resgatar brincadeiras tidas como antigas, como pega-pega, queimada e caça ao tesouro, ou criar áreas para atividades imersivas, por exemplo, uma horta.

No caso dos hotéis fazenda, pode-se oferecer contato com os animais, desde que com a supervisão de um profissional. Aqui, as alternativas dependem de quais bichinhos vivem no hotel, mas passeios a cavalo ou alimentar coelhos são ideias divertidas. Em uma era que se dá cada vez mais valor à sustentabilidade, é importante ensinar a criançada sobre a importância da preservação e do respeito à natureza, aos animais e à biodiversidade.

Não esqueça que se tiver piscina, um salva-vidas deve estar sempre a postos. E claro, para receber bem as crianças, é essencial ter uma piscina infantil. O espaço também é propenso para atividades recreativas em grupo de uma maneira que elas fiquem entretidas sem incomodar os adultos que desejam relaxar na área das piscinas.

Para os dias de chuva ou período noturno, é possível promover atividades como cinema, aulas de dança, oficinas de culinária e rodas de contação de histórias. Aproveitar datas especiais, como Carnaval e o Dia das Crianças, para desenvolver atividades temáticas chama a atenção dos pequenos e é uma oportunidade para criar pacotes especiais para as famílias.

Consulte a Harus para saber mais sobre os nossos produtos e serviços! E, se gostou deste conteúdo, compartilhe-o com os seus contatos.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Fique por dentro de todas as novidades que a Harus oferece para o setor da hospitalidade.

Faça seu cadastro e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Leia mais

pt_BR

VAMOS MANTER CONTATO

CADASTRE-SE E SEJA O PRIMEIRO A SABER SOBRE NOSSOS ÚLTIMOS LANÇAMENTOS E EVENTOS EXCLUSIVOS.

Olá! Tudo bem? Como posso te ajudar?