Enoturismo: conheça 6 roteiros pelo mundo

Compartilhe:

O enoturismo é o tipo de viagem perfeito para os amantes de vinho. Afinal, é possível acompanhar a colheita das uvas e o processo de fabricação, além de aprender mais sobre a bebida, enquanto conhece um novo destino. Atualmente, há opções de roteiros em todo o mundo, viabilizando o turismo do vinho durante o ano inteiro e oferecendo custos variados, que cabem em diferentes bolsos.

Separamos seis roteiros – três nacionais e três internacionais – de enoturismo para você conhecer e marcar a próxima viagem. Confira:

1- Vale dos Vinhedos (Rio Grande do Sul)
Ainda que as Serras Gaúchas sejam conhecidas como um tradicional destino de quem gosta de vinho, é no Vale dos Vinhedos que ficam as principais atrações do gênero. São diversas propriedades rurais com vinícolas de portes variados entre as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Lá, o turista pode participar de visitas guiadas – incluindo os próprios vinhedos –, degustações comentadas e jantares harmonizados.

2- Vale do São Francisco (Pernambuco e Bahia)
O Nordeste também reúne uma cultura expressiva acerca das vinícolas, mais precisamente no Vale do São Francisco, entre o Sertão de Pernambuco e o norte da Bahia. Lá, as uvas se destacam pelo sabor, suculência e acentuação proporcionados pela ação do sol. São ao menos sete vinícolas que oferecem degustação, visitas guiadas e outras atividades envolvendo vinhos, espumantes e sucos.

3- São Roque (São Paulo)
São Roque, que fica a aproximadamente uma hora da capital paulista, tem um roteiro inteiro especializado em enoturismo. A Rota do Vinho conta com mais de 30 estabelecimentos localizados na Estrada do Vinho, na Estrada dos Venâncios e na Rodovia Quintino de Lima.
Além dos passeios pelas vinícolas, que incluem até atividades como pisar em uvas, a cidade desenvolveu um roteiro gastronômico e de entretenimento ao redor da cultura do vinho. Então, se algum membro da família não gosta da bebida, pode aproveitar a visita para comer em algum dos restaurantes, que comumente possuem um complexo turístico com opções de lazer para todas as idades – inclusive as crianças.

4- Hunter Valley (Austrália)
Assim como no Brasil, onde a produção de vinho não é exclusiva da região Sul, há vários destinos fora dos mais conhecidos – países como Itália, Portugal, França e Chile – para quem deseja desfrutar do enoturismo pelo mundo. Um deles é Hunter Valley, na Austrália, que fica próxima a Sidney.
O local é considerado um dos mais bonitos do país e é indicado, inclusive, para quem busca fazer alguma celebração, como um casamento, em um local charmoso e afastado das grandes cidades. São pelo menos 150 vinícolas, além de mercados produtores e pequenos restaurantes. Os passeios têm guias locais e as vinícolas são responsáveis por rótulos diferenciados, com sabores únicos.

5- Stellenbosch (África do Sul)
Stellenbosch é a principal região produtora de vinho da África do Sul. Não à toa, reúne mais de 200 vinícolas instaladas em lugares isolados cercados pela natureza. Lá, é comum que os estabelecimentos ofereçam, além dos passeios entre parreiras, degustações e restaurantes, opções de hospedagem na própria propriedade.
A cidade sul-africana também se destaca por suas experiências diferenciadas em comparação aos demais destinos de enoturismo. Por exemplo, há uma vinícola que oferece uma degustação com harmonização de vinhos e sorvetes. Outras alternativas são a realização de piqueniques em campos ou jardins que integram as propriedades, e degustação com safari na fazenda.

6- Napa Valley (Estados Unidos)
Quem vai para a Califórnia dificilmente imagina que haja uma região cujo turismo gira em torno de vinhos, espumantes, sucos e outros derivados da uva. Porém, a região de Napa Valley, localizada a 100 km de San Francisco, reúne mais de 2.700 vinícolas e é a quarta maior produtora de vinhos do mundo – e a principal dos Estados Unidos. É um dos locais mais românticos do estado e fica atrás apenas da Disneylândia em número de turistas.

Quando visitar
Uma das principais vantagens do enoturismo é que os destinos são atrativos em todas as épocas do ano. Porém, há quem prefira viajar na época da colheita das parreiras que, normalmente, é feita em períodos quentes. No Brasil, por exemplo, o melhor período é de janeiro a março. No Chile e na Argentina, de março a abril, e na Europa, de maio a outubro.

Vinoterapia
A Casa Valduga, uma das principais e mais tradicionais vinícolas do Brasil, fica em Bento Gonçalves e oferece visitações, cursos, espaço para eventos e possui uma pousada dentro do próprio complexo. Para ampliar a experiência do hóspede, a marca desenvolveu, em parceria com a Harus, uma linha completa de amenities.

Chamada Vinotage, a linha acentua e prolonga a saúde e a beleza natural da pele, do corpo e dos cabelos explorando os benefícios da vinoterapia. Todas as fórmulas são livres de parabenos e veganas, além de possuir polifenóis que possuem ação contra os radicais livres da pele.

Consulte-nos para saber mais sobre os nossos produtos e serviços! E, se gostou deste conteúdo, compartilhe-o com os seus contatos.

Compartilhe:

Fique por dentro de todas as novidades que a Harus oferece para o setor da hospitalidade.

Faça seu cadastro e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Leia mais

en_US

LET'S KEEP IN TOUCH

REGISTER AND BE THE FIRST TO KNOW ABOUT OUR LATEST RELEASES AND EXCLUSIVE EVENTS.

Olá! Tudo bem? Como posso te ajudar?