5 tendências para a hospitalidade em 2023

Compartilhe:

Receber bem é o principal objetivo da hospitalidade. Para que isso aconteça, é necessário que o setor esteja atento às principais mudanças do mercado para se adequar e atender aos desejos dos hóspedes. Principalmente após a pandemia de Covid-19, os hábitos de consumo mudaram, incluindo, também as preferências relacionadas ao turismo. Assim, o negócio que não se adaptar pode perder espaço.

Por isso, a Harus, marca líder no mercado de amenities no Brasil, separou cinco tendências para a hospitalidade em 2023. Confira:

1- Foco no relaxamento
A primeira tendência começou a dar os primeiros passos durante a crise sanitária, porém, continua avançando e deve se consolidar neste ano. Trata-se da viagem com foco no relaxamento. Tanto que uma das modalidades que mais tem crescido é o turismo de bem-estar, cujo objetivo é viajar para cuidar de si.

As expectativas são altas. Relatório do GWI (Global Wellness Institute) estima que as viagens de bem-estar vão faturar US$ 1,3 trilhão em todo o mundo, representando 20% do turismo mundial, até 2025 – em 2021, a quantia foi de US$ 653 milhões.

No setor da hospitalidade, esse movimento exige o investimento em infraestrutura e profissionais capacitados, visando criar um ambiente relaxante e oferecer serviços como massoterapia, fisioterapia, terapias holísticas, entre outros.

Também é bem-vindo oferecer opções para quem deseja cuidar da saúde, como nutricionistas e educadores físicos. E claro, a qualidade dos produtos e amenities oferecidos faz toda a diferença para proporcionar uma estadia relaxante.

Não à toa, o segmento de spas, que antes eram ligados apenas ao emagrecimento ou cuidados estéticos, deve faturar US$ 133 bilhões em 2027, segundo o Fortune Business Insights. Antes da pandemia, em 2019, o setor movimentou US$ 106 bilhões.

2- Sustentabilidade
Com o avanço da agenda ESG (Environmental, Social and Governance, ou seja, premissas ambientais, sociais e de governança), a sustentabilidade é cada vez mais importante nas empresas. Na hospitalidade, o tema se torna ainda mais relevante, uma vez que os hotéis são os produtos imobiliários com o maior consumo por metro quadrado de energia e água, diz relatório da Urban Land Institute Hotel Sustainability, de 2019.

Por se tratar de estabelecimentos que funcionam 24 horas durante os 365 dias do ano, é preciso ir além de ações básicas, como reciclagem e incentivar os hóspedes a não trocar de toalhas diariamente. É necessário adotar sistemas de automação, como sensores de movimento e presença nos apartamentos, usar lâmpadas de LED, que consomem menos energia, e escolher amenities com embalagens sustentáveis, por exemplo.

Ainda que esteja muito ligada a fatores ambientais, a sustentabilidade também diz respeito a boas práticas sociais e os impactos da atividade na comunidade cujo hotel está inserido. Melhorar o ambiente socioeconômico regional, revertendo parte dos lucros para alguma entidade assistencial, promovendo campanhas de arrecadação de recursos e contratando funcionários locais deve ser apenas um dos objetivos de um empreendimento sustentável.

3- Personalização da experiência do hóspede
Seja a trabalho ou a lazer, o viajante valoriza cada vez mais as experiências únicas. Por isso, a personalização do atendimento é um dos principais diferenciais que o setor hoteleiro pode oferecer. Embora esse seja um fator que já está ganhando força nos últimos dois anos, ele deve se tornar ainda mais importante em 2023.

O primeiro passo é coletar dados dos clientes, sempre com consentimento e seguindo a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), no ato da reserva, assim, é possível oferecer serviços e comodidades de acordo com as preferências ou restrições do hóspede.

Por exemplo, além de oferecer refeições especiais a quem tem restrições alimentares, é possível criar roteiros personalizados, sugerindo passeios, lojas e restaurantes conforme o perfil do hóspede (casal, família, grupo de amigos, etc).

Vale lembrar que a personalização do atendimento pode começar antes, com e-mails amigáveis lembrando datas e horário de check-in, e seguir após a estadia, com pesquisa de satisfação, agradecimento pela preferência e também e-mails periódicos em datas especiais, como aniversário do hóspede, Natal e ao completar um ano da visita.

4- Tecnologia como aliada
A tecnologia é uma aliada de negócios de diversos segmentos hoje em dia, e com a hospitalidade não é diferente. Ela pode ser responsável por melhorar não apenas processos internos, mas principalmente a experiência do hóspede.

Atualmente, ter um site e vender online são apenas o começo de um universo tecnológico enorme. Os próximos passos podem ser, por exemplo, adequar o site e o e-commerce do estabelecimento à compra via smartphone e até mesmo via assistentes virtuais, como Siri e Alexa.

O uso de realidade virtual e realidade aumentada para experimentação e promoção de destinos ou meios de hospedagem também é tendência. As ferramentas se tornam aliadas na tomada de decisão do hóspede em fechar ou não com aquele hotel e para tirar dúvidas sobre a estrutura do estabelecimento ou na cidade-destino.

Outro ponto que o setor da hospitalidade precisa ficar de olho é a disponibilidade de conectividade com redes móveis 5G, sobretudo com o aumento do trabalho remoto. Assim, o hotel se torna atrativo para quem está em busca de novos ares enquanto trabalha ou que está viajando a negócios.

5- Turismo de luxo
Mais uma tendência que deve se consolidar neste ano é o turismo de luxo. Segundo a ILTM (International Luxury Travel Market), as viagens de luxo representaram 50% do total de vendas de viagens durante a crise sanitária. Só em 2021, no Brasil, o segmento faturou R$ 1,8 bilhão, 52% mais do que em 2019, aponta a BLTA (Brazilian Luxury Travel Association).

Para 2023, o relatório Buzz vs. Reality, da ILTM, indica algumas tendências. Além de turistas em busca de bem-estar, saúde e biossegurança, sustentabilidade e experiências exclusivas, grupos multigeracionais e memoráveis estão entre as características do viajante de luxo, que hoje também está valorizando viagens nacionais, como Fernando de Noronha, e não apenas internacionais.

O setor da hospitalidade deve estar preparado para esse movimento, prestando serviços de qualidade e investindo em melhorias na infraestrutura. Receber esse hóspede requer atendimento personalizado e uso de produtos de qualidade, incluindo alimentos, itens de cama e banho, amenities e insumos de limpeza.

A Harus pode ajudar a sua empresa a se adequar às principais tendências para a hospitalidade em 2023. Consulte-nos e entenda como amenities de qualidade podem ser um diferencial para o seu negócio.

Compartilhe:

Fique por dentro de todas as novidades que a Harus oferece para o setor da hospitalidade.

Faça seu cadastro e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Leia mais

en_US

LET'S KEEP IN TOUCH

REGISTER AND BE THE FIRST TO KNOW ABOUT OUR LATEST RELEASES AND EXCLUSIVE EVENTS.

Olá! Tudo bem? Como posso te ajudar?