Pesquisar
Feche esta caixa de pesquisa.

Como as novas gerações viajam?

Compartilhe:

Diversos hábitos mudam de acordo com cada geração. Não é diferente com o turismo, cujas demandas se transformam conforme novas faixas etárias começam a tomar decisões sobre como, quando e para onde viajar. Nos últimos anos, a geração Z é quem tem ditado as tendências.

Trata-se de um público que nasceu entre 1995 e 2010, e é composto pelos nativos digitais, ou seja, pessoas que têm acesso à tecnologia desde o nascimento. Inclusive, esses jovens estão entre os principais responsáveis por movimentar o turismo brasileiro no pós-pandemia, indica pesquisa encomendada pelo Google à Offerwise, divulgada em 2023.

Quais são os interesses da geração Z
Os jovens adultos estão em busca, principalmente, de experiências autênticas. Segundo levantamento mundial da YouGov, de 2022, 45% deles desejam viagens com oportunidades únicas, além de priorizar maior contato e gasto de dinheiro com pessoas e empresas locais (40%).

A geração Z também é muito conectada ao meio ambiente: 38% procuram por meios de hospedagem ecológicos, 34% buscam ofertas de viagens sustentáveis e 21% priorizam voos com menores emissões de CO2, de acordo com o mesmo estudo. Outra preocupação é com a segurança, que agora está no topo de prioridades ao planejar um passeio.

Não à toa, se interessam por volunturismo (viagens para prestar trabalho voluntário), festivais de música, ecoturismo e turismo de aventura.

Como as novas gerações planejam a viagem
Enquanto os baby boomers (nascidos antes da década de 1960), a geração X (nascidos entre 1960 e 1980) e até mesmo os millennials (nascidos entre 1981 e 1995) ainda recorrem aos agentes de viagem para planejar as férias, a geração Z faz tudo online e raramente contrata um especialista.

Para organizar um passeio, metade desse público segue a recomendação de familiares e amigos. Ao mesmo tempo, 20% usam as redes sociais, como Instagram e Tiktok, para buscar influenciadores de turismo e obter dicas sobre o próximo destino, diz a pesquisa da YouGov.

Destinos e meios de hospedagem preferidos
O levantamento do Google indica que os viajantes do Brasil estão mais interessados em visitar o Nordeste – as pesquisas sobre esses destinos cresceram 9 pontos percentuais em comparação a 2019 –, hotéis fazenda e resorts (alta de 6 p.p.), cidades brasileiras com ecoturismo (aumento de 4 p.p.) e países da Europa (4 p.p. a mais).

A atenção maior aos gastos após a pandemia vem estimulando o turismo doméstico. E, pelo mesmo motivo, as viagens mais curtas também estão em alta – a pesquisa por viagens de três dias, por exemplo, cresceu 130% nos primeiros meses de 2023 em comparação ao mesmo período de 2022.

Em relação aos meios de hospedagem, a localização tem se tornado um dos fatores decisivos na hora de fechar a estadia. O estudo, que é baseado em pesquisas feitas por usuários da plataforma, mostrou que a busca por hotéis junto com o termo “bem-localizados” cresceu 238% entre 2023 e o ano anterior.

Quer ficar por dentro das principais dicas de hospitalidade e turismo? Cadastre-se na newsletter da Harus!

Compartilhe:

Fique por dentro de todas as novidades que a Harus oferece para o setor da hospitalidade.

Faça seu cadastro e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Leia mais

pt_BR
Rolar para cima

VAMOS MANTER CONTATO

CADASTRE-SE E SEJA O PRIMEIRO A SABER SOBRE NOSSOS ÚLTIMOS LANÇAMENTOS E EVENTOS EXCLUSIVOS.

Pesquisar
Olá! Tudo bem? Como posso te ajudar?